quarta-feira, 10 de março de 2010

E...

Quando eu quero chorar o que eu faço? Eu fujo, eu choro, mas no meu esconderijo eu percebo que aquelas lágrimas não foram as verdadeiras, que eu não fui justa comigo mesma. E eu penso, se eu não fui justa comigo mesma, com quem eu vou ser? Então eu lembro de um sentimento mais que lindo, mais que real e então eu choro e eu sinto alívio e eu sinto o quanto o amor tem poder de fazer uma simples lágrima se transformar na minha própria imagem. E como voltar atrás? E como expressar tudo que há aqui dentro, se parece que minhas perguntas virão sem resposta? É um sonho, ou talvez só pareça ser o sonho que eu queria para mim mesma. O sonho que eu queria era você, é o que na verdade, eu quero. Sempre quis. Desde que você apareceu na minha vida. Desde que disse que me ama e que sempre seria assim. Mas isso não é a minha realidade, e eu não posso mudar. Mas como eu queria! Como poderia fazer isso ser real... mágica? acho que não. Em vez disso, eu guardo você aqui, procuro não sujar a sua imagem, procuro fazer com que você seje ainda mais lindo e importante a cada dia. E quando eu me descobrir por inteira, eu vou te buscar, eu vou ter você, ou simplesmente vou me entregar pra você. Como um presente. O melhor. O melhor de mim. Você é pra mim, o que nunca vai saber. É tudo o que eu sempre quis que fosse. Eu te amo como sempre quis. Eu te desejo como sempre quis. Eu quero e sempre quis você.


     P.S : Você já se sentiu assim? 

0 comentários:

Postar um comentário

Participe você também. Construímos esse blog juntos, e eu quero saber a opnião de vocês sobre os posts, as dicas e tudo mais!